Insetos vetores de doenças: quais os riscos envolvidos?

Insetos vetores de doenças: quais os riscos envolvidos?

Há muitos fatores que influenciam na proliferação de doenças, desde a preservação do ambiente até mudanças climáticas. Porém, os principais riscos estão relacionados a presença de insetos vetores de doenças. Dependendo da forma como um espaço é estruturado e cuidado, pode aumentar o número de vetores e de doenças no ambiente.

Conhecer esses vetores e seus principais fatores de risco é um passo importante para encontrar as melhores soluções e prevenir sua proliferação. Se você vive em um local com risco de doenças, então vale a pena buscar ajuda para corrigir e higienizar o ambiente.

Acompanhe e entenda mais sobre esses vetores e os principais riscos para sua proliferação.

O que são vetores de doenças?

São chamados de vetores de doenças quaisquer seres que carregam uma bactéria, parasita ou vírus em ao menos parte de seu ciclo de vida. Não necessariamente eles carregam a doença sempre, mas sua presença ainda representa um alto risco.

Os insetos são alguns dos principais vetores de doenças no mundo, podendo cobrir grandes distâncias e infectar várias pessoas. Quando atingem certo número e concentração, a probabilidade de que causem infecções em larga escala para a população próxima é bem alta. Por isso é mais importante investir em prevenção.

Quais são os principais insetos vetores?

Para cada diferente tipo de doença, existem vetores específicos. Muitas bactérias, vírus e parasitas possuem seus ciclos de vida ligados diretamente ao destes seres vivos. Os mosquitos são o exemplo mais comum, com algumas de suas espécies carregando dengue, febre amarela e o vírus da zika.

Pulgas também são vetores de várias doenças, que aumentam em números quando animais são deixados sem a higiene necessária. Já caracóis aquáticos podem transmitir esquistossomose.

Quais são os principais riscos?

Como mencionamos, os principais motivos para a proliferação de insetos vetores de doenças é o estado de conservação e higiene do ambiente. Se estas condições não forem ideais, o número de insetos tende a aumentar.

Veja aqui alguns dos principais exemplos.

Depósito de lixo

Lixo descartado sem o devido cuidado atrai vários insetos, especialmente aqueles que carregam diversos tipos de doenças. Lixo orgânico, em particular, é ideal para a proliferação de várias dessas espécies de vetores e para as bactérias que causam muitas dessas doenças.

Construção mal preservada

Se uma construção possui muitas infiltrações, rachaduras e buracos, ela se torna um ambiente com maior risco para a proliferação de doenças. Muitos vetores podem usar esses pequenos espaços para se proliferar e se manterem próximos de pessoas para as quais essas doenças são passadas.

Água parada e não tratada

Como você já deve imaginar, água parada é um dos principais focos para a proliferação de doenças. A dengue é apenas um dos principais exemplos. Qualquer ambiente com água parada tende a acumular toxinas e aumentar o risco de proliferação de doenças.

Se você está exposto a qualquer uma dessas condições em suas proximidades, então há alto risco de insetos vetores de doenças em sua região. A melhor solução é investir na higienização desses ambientes o quanto antes.

Entre em contato com a BIO Higienização e Serviços e veja como podemos ajudar.